sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Nossa, com esse tanto de feriados no começo da semana, faz uns 47298 anos que a gente não tem ITB. Logo agora que finalmente teve uma aula prática (nos bonecos, é claro). Como o módulo de Bases Morfológicas (anato, embrio e histo) já acabou, estamos tendo infinitamente aulas de Fisiologia.

Nesse fim de semestre, tem prova toda semana. A gente passa a semana estudando algum sistema - o da vez é digestório - e fazemos a prova na semana seguinte, enquanto já iniciamos o próximo sistema. Tipo, bem corrido. Biofísica está mais ou menos assim, exceto que eu 'tô quase completamente perdido U_u e a professora fala tão rápido que eu literalmente não consigo escrever tudo que eu quero. E agora ainda inventou que precisamos de um livro específico lá, ao invés da apostila que usamos o ano inteiro. Ah fala sério.

Fora da sala de aula, continuo no projeto Há Braços. A dona Zilda já recebeu alta, então semana que vem vou visitar algum novo paciente =). Na sexta-feira dia 6 tem festa na atlética e dia 13 tem mais um dos nossos chás, mas essa explicação fica pra outra hora.

Agora com mais um feriado chegando, eu vou pra Assis! Muito tempo que não vejo o pessoal de lá.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

ITB e o Projeto Há Braços

Introdução às Técnicas Básicas (ITB) é pra ser uma das matérias legais desse semestre. Como qualquer calouro de medicina, nós entramos na faculdade meio desesperados pra começar no Corte & Costura. Pelo menos o burro aqui, que não conseguiu entrar na Liga de Técnica Operatória. Não que ITB seja isso, mas pelo menos tem um pouquinho de prática pra acalmar os ânimos.
Como as aulas são nas segundas-feiras e há vários feriados nesse fim de ano, só tivemos uma aula teórica até agora. Importância de prevenir contaminação, aplicação de injeções, sinais vitais... Nada de surpreendente né? Mas como a gente é muito idiota feliz, é claro que assim que o primeiro do grupo - Gabriel - aprendeu a aferir a pressão, nós nos reunimos na casa dele pra testarmos em nós mesmos! E poxa, ninguém pra ter uma hipertensão e animar um pouco a coisa.
Semana que vem será nossa primeira aula prática em bonecos e depois disso começamos a ir na UBS para quem sabe ter uma cobaia humana. xD

Além desse início de alguma prática agora também irei um pouco mais no Hospital, mas nada a ver com as aulas. Entrei em um projeto de extensão muito legal, o Há Braços. Nele nós visitamos vários leitos do Hospital para criar um encontro entre o paciente e a gente, tentando estabelecer uma relação mais humana do que a que normalmente é feito pelos médicos.



Hoje fui com o Leonel, minha dupla, fazer nossa primeira visita. 4º andar do HSP, enfermaria de Reumatologia, leito 417. Nós dois super nervosos sem nem ideia do que conversar, se já chegaríamos puxando algum assunto, se o paciente iria nos receber bem, mas deu tudo certo. Dona Zilda foi super simpática conosco. Está internada há um mês com Lupus (viu, existe mesmo!) e recebe um monte de visitas da família inteira que veio do interior da Bahia e de São Paulo, mas mesmo assim quis conversar bastante com a gente e respondia tudo que a gente perguntava, explicando desde a comida baiana até o relacionamento com as filhas. Bom, quinta feira tem reunião do projeto e eu conto mais, mas já posso dizer que essas visitas são realmente muito válidas, tanto para o paciente como para nós.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

O poder do mito, da filosofia, da umbanda, da história...

Psicomed. Outra das matérias novas do segundo semestre, seguindo o roteiro do último post. Ao contrário de Saúde Coletiva, que tentava nos convencer da super-belezura que é o SUS, essa disciplina busca forma médicos mais humanos, do tipo que se preocupa e conversa com os pacientes ao invés de fazer uma consulta de 4 minutos.

Apesar da Soraia me achar uma pessoa má que não se preocupa com o povo (é, você mesmo Sô!), eu considero isso importante sim afinal eu poderia cobrar por tempo de consulta. Não há nada de prática nessa matéria, apenas discussões semanais em grupos de 20 alunos sobre algum texto, alguns citados no título desse post.

Assim, na primeira semana discutimos o que é e para que serve um mito. O que é e para que serve a filosofia. O que é e para que serve a Umbanda. Perceberam um padrão aqui? Apesar de algumas discussões interessantes, normalmente acho tudo bem repetitivo. Lemos um texto um dia antes da aula, começamos a aula nos dando nota 10 por termos refletido muito, alguém escreve algumas perguntas no quadro e nós respondemos na forma de um quase-debate.

Falta polêmica, comentários mais profundos a respeito dos textos e opiniões mais divergentes. Ainda espero um tema legal pra poder lançar uma bomba no meio da sala, mas alguém sempre me controla não é... Continuo achando que a maioria das pessoas só responde o que o professor espera de uma pessoa com bom coração. Aliás, nosso professor mudou durante o curso. Começamos com um, que saiu pro problemas familiares, e agora estamos com uma que não deixa a gente falar.

Amanhã a tarde é a próxima aula, discutindo a evolução da medicina e o papel social do médico. É meio assustador porque tem várias verdades que eu nunca tinha parado para pensar, ainda mais sobre quem está começando na medicina. Acho que dessa vez eles acertaram na escolha do texto viu? E eu vou fingir que li Foucault só pra impressionar hohoho.

No fim do ano temos que apresentar um trabalho para a classe toda, apresentando nossa visão sobre todos os temas discutidos e relacionando-os com o relacionamento médico-paciente e a habilidade de conhecer pessoas. Aham, não entendemos o que é isso tudo.

Palavras-chave da disciplina: subgrupos A-D, nota de saída, Rud, madrinha Lourdes, apresentação final, bongô.

Hiato suíno e o drama da Saúde Coletiva.

Assim, eu acho que todos ficaríamos mais felizes se fingirmos que eu não fiquei todo esse tempo sem escrever por preguiça, combinado? Então se alguém perguntar, nós estávamos de férias até agora por causa da Influenza A (H1N1, gripe da porcada, fim do mundo, chamem do que quiserem). Realmente, depois de apenas 3 dias de aula, nós tivemos uma semana a mais de férias devido a esse probleminha.

Mas enfim voltamos, felizes e ansiosos por um novo semestre cheio de novidades espetaculares pela frente. HA-HA. Continuamos com as matérias básicas do semestre anterior mas também começamos algumas novas: Saúde Coletiva, Psicologia Médica (Psicomed), Suporte Básico de Vida (SBV) e Introdução às Técnicas Básicas (ITB).

Seguindo a ordem citada, comecemos pelo começo =).
Saúde Coletiva I: Saúde e Adoecimento. Acredito que o nome chique e completo é esse ou alguma coisa muito parecida. Achei que ia ser uma matéria muito chata, com textos desnecessários e relatórios quilométricos para fazer. E como sempre eu estava certo.

Essa matéria consiste basicamente em algumas discussões teóricas sobre atendimento básico, tentando nos convencer de como isso é importante para não atolar os hospitais de pessoas que na verdade não deveriam estar lá. Também aprendemos a diferença de uma Unidade Básica de Saúde tradicional e uma com o Programa de Saúde da Família, onde basicamente há uma equipe multidisciplinar que visita as famílias da comunidade e garante que eles não estão morrendo.

Na parte prática, nós visitamos esses lugares e a própria comunidade. Eu, por exemplo, vou no Jardim Lourdes e visito a região com a agente de saúde Simone. Sempre fazendo anotações e mais anotações, pois precisamos montar um portfólio contando nossa vida por lá. Ah, também precisamos descobrir alguma situação-problema no sistema de saúde (difícil não?) e achar uma solução. Mas pelo menos é uma chance de usarmos nossos jalecos fora do laboratório de anatomia e sermos confundidos com algum médico de verdade.

Palavras-chave da disciplina: UBS, PSF, portfólio, situação-problema, portfólio, ônibus às 7:30, portfólio, textos 1-8, portfólio.

[interna]O professor da Mônica devia ser mandado embora![/interna]

terça-feira, 28 de julho de 2009

II Semestre

Férias bem legais, com viagem pra Assis, Curitiba, Caçapava e Caraguatatuba e inúmeros acontecimentos muito legais que eu nem vou contar. Afinal, não é pra isso que isso aqui serve certo?

Ontem começamos a segundo semestre e já deu para perceber que vai ser bem diferente. Nós agora temos um monte de matérias novas e um calendário extremamente confuso. A turma também está dividida em grupos menores então é menos frequente uma aula com os 121 alunos.

Dessas matérias novas, eu já tive Suporte Básico de Vida/Primeiros Socorros e Psicologia Médica na segunda e hoje começamos com Saúde Coletiva 1, onde eu sou o representante do nosso grupinho (e já vi que vou me arrepender). No meio do semestre é a vez da Introdução às Técnicas Básicas da Medicina.

Ainda não foi possível perceber direito o que vai ser legal e o que não vai, então é esperar pra ver né.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Férias

Eba, última prova hoje! De biofísica, bem mais fácil do que eu esperava. Agora são 3 semanas pra esquecer tudo de folga. Estão vendo esses livros aí em baixo? Bom, eu não vou vê-los por um bom tempo hehe (embora eu gosto dos 3 de cima vai...). Um semestre já foi, agora só faltam mais 11 pra eu ter um diploma na minha mão!
Ah, por causa dessa prova de hoje, acabou que eu não pude ir pro Hopi Hari. E um monte de gente também desistiu por causa da chuva. Então a caravana foi remarcada para o fim das férias!
Hoje a noite vou pra Assis já, boa semana pra todos.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Chinatown

Parece que eu só falo de provas aqui né? Poxa, essa vai ser a imagem marcada do primeiro semestre, que trash. Teve um monte de coisas legais também vai, é que essas são mais traumatizantes. No cursinho eu estudava mais - beeem mais aliás - mas a única preocupação real era uma prova no final do ano. Essa semana são 6! Pelo menos quinta já acaba e estamos de férias!

Sexta-feira, aproveitando o primeiro dia de férias (primeiras férias da faculdade uhuul), nós estamos planejando uma grande excursão pro Hopi Hari. Só falta a previsão de chuva estar errada, senão talvez não role. Estamos ficando ótimos em organizar eventos fechados só para nós. O último foi um almoço em um restaurante chinês na Liberdade, o bairro oriental de São Paulo. No começo acredito que estávamos em quase 30 pessoas, pra um simples almoço hein. Fotos? Claro, aqui.

E na sexta ainda eu já viajo para Assis, onde minhas férias começam de verdade!
Abraços

sábado, 20 de junho de 2009

Churrasco Buteco in Danger

Tá, eu sei que eu não escrevi mais nada. Para variar, é preguiça em conjunto com as provas (essa semana foram 4) que não me deixam pensar direito. Olha só, ontem de manhã eu digitei minha senha no microondas, sinal que eu realmente precisvaa de um fim de semana =)

Aliás, a Julia e o pai vem pra cá hoje, daqui a pouco vou almoçar com eles! Além de um armário, mesa e colchão novos \o/.

Falando de novo da escola, finalmente teve um churrasco que eu fui. Normalmente acontecia alguma coisa aberta pra todo mundo lá na Atlética, o que nem sempre é legal de ir. Dessa vez foi só um churrasco pra nossa turma e pro terceiro ano (77-75) na casa da Xanda, nossa representante. Nem precisava dizer que foi bom demais né?

Ao invés de colocar uma fotinha aqui só, vou deixar o link para o album virtual ok? Só clicar aqui.

Beijos!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Olhos são supimpas.

Nossa, como uma coisinha tão pequena pode ser tão interessante né?
Não que eu tenha planos atuais de ser oftalmologistas, porque ainda considero algo parado demais, mas que a visão é algo interessante isso é.

Em alguma quinta-feira passada nós tivemos mais uma visita de OPM, dessa vez na oftalmologia. Lasers são legais, retinas são legais, cirurgias de cataratas são legais mas OLHO BIÔNICO é algo simplesmente demais. Não que você possa sair comprando um na óptica mais próxima em 72 vezes sem juros (ainda não pelo menos), mas pelo menos já é um projeto que existe e sendo realizado já pela segunda vez. Simplificando, seria uma câmera no lugar do olho e um chip no cérebro pra processa essa imagem.

Nessa mesma semana estamos estudando a visão em Embriologia, Histologia e Anatomia, então fica uma imagem bem completa de tudo, bem legal. Última aula prática de anatomia até dissecamos um olho de boi! É grande, gosmento e colorido. E esquecemos das luvas.


Amanhã tem um trabalho pra apresentar, sobre Neurofibromatose tipo 1. Super horrível, depois mostro pra vocês. Saudades de todos, beijos!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Provas.

E começou a temporada de provas. Uhul.
Sexta feira tivemos nossa primeira prova prática de anatomia, com os cadáveres e ossos e enfim. Foi bizarro. Não que eu tenha ido mal, mas algumas coisas que eu sabia eu errei porque não há tempo para pensar com o sistema de prova peculiar que eles usam. São 20 bancadas, com duas peças em cada uma com um alfinete espetado em algum lugar, totalizando 40 estruturas que deveríamos saber os nomes. Só que ao invés de nós andarmos livremente por ali ou algo assim, uma musiquinha ficava tocando e quando ela parava era hora de ir pra próxima peça! Como várias pessoas comentaram, parecia dança da cadeira.

Terça fizemos simplesmente CINCO provas. Teórica de Embrio, Histo e Anato e prática de Embrio e Histo. Felizmente dessa vez eu consegui acertar praticamente tudo das práticas, o que compensa a prova teórica impossível de Embriologia. Mais uma vez eles escolhem um modelo surreal, onde em vez de questões normais de múltiplas escolha, quase todas são de verdadeiro ou falso com afirmativas tiradas do além. Assim se você sabe quase tudo, mas erra na última frase... é nabo!

Daqui um mês deve sair a nota dessa prova, as três matérias juntas formam uma nota. Semana que vem é a vez da Bioquímica, essa vai ser bonita.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

É campeão!

Caramba, fim de semana muito dez. Finalmente conheci Rio Claro, fiquei na casa da Marina mesmo mas teve festa numa república cum pessoal da Física que foi beeeem legal. Na sexta, churrasco com direito até a piscina inflável (que eu tive que encher aliás) e um monte de foto que ninguém fez o favor de me passar ainda. A noite fomos no campus da Unesp observar o céu com um telescópio. Nossa, muito surreal! Dá pra ver tudo direitinho: as crateras da Lua, algumas nebulosas e até os anéis de Saturno.

Por mais legal que estivesse lá, sábado eu já precisei voltar pra Campinas. Todo mundo arrumando a mudança então nem chegamos a fazer nada não. No fim da tarde já estava voltando pra São Paulo. No metrô pra casa, quando paramos na Sé DO NADA começou uma briga gigante entre uns torcedores do Curintiá e uma multidão do Santos. Uau, foi tenso. O povo tentando invadir o vagão do metrô, os policiais já descendo o cacetete em todo mundo, um monte de gente berrando e chorando. A guria do meu lado, coitada, ficou desesperada.

Foi só um susto mesmo, nem aconteceu nada sério. E pra melhorar quando eu chego em casa descubro o que? QUE A PAULISTA É CAPEÃAAAAAA DA INTERCALOMED! Aeeeeeeeeeeeee \o/. Eu acabei nem ido lá pra Registro torcer, mas eu tava esperando muito essa vitória e acreditava demais nos meus colegas. Santa Casa, ABC? Pffff... É sangue nos zóio e Nicodemus no peito!


Hoje tivemos 4 aulas teóricas de Anatomia. O dia inteiro, 8 horas. Tipo, é muita coisa. No fim da aula pelo menos teve uma revisão básica para a nossa primeira prova, sexta-feira e um videozinho que o professor fez com umas fotos nossas, super legal. Além disso, saiu a nota das nossas primeiras provas desse módulo. Juntando Embriologia, Histologia e o seminário, minha média final foi 8,3 o que me deixou bem feliz até já que foi realmente bem difícil e eu acreditava ter tirado uns 7.

Bjones!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Lançamento

A festa foi MUITO legal! Eu acabei não indo com o ônibus fretado porque os horários eram meio ruins, então fui de metrô com uns outros colegas e dividimos um taxi, ficando até mais barato do que o ônibus. Podia ser só um pouco mais perto, era láááááá na zona norte (eu estou na sul, acho hehe)!

Bem pouco depois de entrar, eu consegui uma dessas pulserinhas coloridas de VIP. Puta sorte, facilitou muito a minha vida evitando todas as filas e multidões. Ruim que não durou até o fim, um veterano meio folgado pediu a minha pra dar para uma guria... fazer o que né, pelo menos deu pra aproveitar um pouco antes de voltar pra pista e curtir mais a festa com toda minha turma. Sem fotos, porque todo mundo estava ocupado =)

Parte chata? Show do Fundo de Quintal, que durou demais pro meu gosto. Quase briga com dois caras da UFABC, achando que são melhores que a Paulista. Veterana do segundo ano se achando muita coisa. E briga interna da turma na hora de voltar, absurdo.

Hoje de manhã tivemos nossa primeira prova de Biofísica. Nessa acho que deu pra ir muito bem! Três horas de prova, muito cansativo. Pra terminar de me destruir, teve treino de natação na hora do almoço e de surpresa, um treino de vôlei a tarde. Como não tinha aula hoje, fui em tudo e agora estou quebrado! E ainda preciso escrever um relatório sobre aquela visitar de OPM...

Pra terminar, uma foto das nossas primeiras aulas de anatomia com meu grupo estudando ossos!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

OPM

Hoje também teve aula de anatomia, teórica e prática, de músculos, mas como continua a mesma coisa impossível de sempre eu nem vou falar muito não. A gente até tentou convencer o professor a nos contar quais partes ele mais gosta (e que portanto provavelmente caem na prova) mas não teve jeito.

Mas isso foi só a tarde, de manhã nós tivemos a terceira visitar da OPM: Observação a Prática Médica. Ao invés da aula começar 8 horas como normalmente, precisávamos pegar um ônibus às 7 para Taboão da Serra, no hospital Pirajussara. Taboão da Serra gente. A viagem ia demorar quase uma hora, pelo menos todos os sete alunos que iam pra lá estavam juntos, foi mais animado.

Mas depois ficou cada vez melhor. A médica responsável pela gente, Drª Sue, era demais. Ela até se preocupou em decorar o nome de todos nós hahaha, comoassim. A viagem demorou sim mas nem foi tão horrível quanto a gente esperava. O bairro que a gente ia era bem podre, mas o hospital era muito bom! Tinha bastante gente sabendo que nós iríamos lá, houve até um café da manhã com direito a bolo, sanduíche, mamão, suco...

Como o tema da nossa visita era Ginecologia/Obstetrícia, começamos assistindo um parto normal. As gurias estavam super empolgadas haha, deve ser coisa de mulher. É meio estranho no começo porque pareceu que a mãe não ficaria muito a vontade com a gente lá olhando tudo, mas deu tudo certo. Não houve gritaria nenhuma, acho que isso é só em novela mesmo, mas teve sangue pra caramba \o/. Nasceu uma menina normal, com 3kg e um tanto, e até deixaram a gente sentir a cabeça do bebê!

A próxima paciente em trabalho de parto ainda ia demorar algumas horas pra ficar pronta e nenhuma cesárea estava marcada, então demos uma volta no centro cirúrgico e entramos em outra sala onde estava acontecendo uma cirurgia no intestino. O cara foi baleado há 4 meses e desde então está internado e já fez 20 cirurgias! Isso que ele não pode comer, vai tudo pela veia. Foi legal no começo, mas ninguém entendia nada do que estava acontecendo então fomos dar outra volta.

Dessa vez voltamos à parte de G/O para assistir a uma AMIU (Aspiração Manual Intra-Uterina) de uma mulher que tinha sofrido aborto. Mó triste, um mini-aspirador a vácuo sugando o que era pra ter sido um bebê. Mas ninguém passou mal não, os sete ficaram firmes!
FIM. Hohohoho.

Coloco uma foto da gente quando a Pri me passar a que ela tirou. Beijão pra todos!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Resumão

Nossa povo, milhões de feriados esse ano né? Bom que dá pra ir bastante pra casa rever todo mundo. Páscoa foi lá (com a casa cheia) e nesse do dia 21 também voltarei. Já dia 25 eu fico aqui em São Paulo mesmo, porque tem a... Lançamento de Calouros! Eu contarei como foi depois da festa, por enquanto só dá pra saber que é a maior festa da Escola \o/

Dia 27 tem apresentação do segundo trabalho de Biologia do Desenvolvimento, sobre Cranioestenose. Nós nem temos as notas do primeiro ainda, mas parece ter sido mais ou menos, então dessa vez vamos caprichar. Ruim que depende muito do professor que assiste à apresentação, um é super bonzinho e a outra é uma bruxa ¬¬

Dia 29 teremos nossa segunda prova, de Biofísica - a disciplina do demônio. Essa vai ser um mistério também, porque embora ninguém entenda a teoria completamente, parece que o professor fornece as fórmulas ("só" 13!) junto com a prova, o que pelo menos nos exercícios que a gente tem feito, facilita pra caramba. Aliás, alguém tem uma calculadora científica sobrando?

Agora deixando o que ainda vai acontecer meio de lado, os últimos dias muito legais:
Anatomia continua impossível, hoje nós começamos a ver músculos e simplesmente não dá pra reconhecer as imagens do Atlas nos cadáveres. O professor deve ter enjoado de mostrar pra gente os músculos da mão... Ancônio? É "artefato", só pode ser.
Histologia não fede nem cheira. É legalzinho olhar os diferentes tecidos no microscópio, a parte teórica também não é muito chata, mas nunca tem nada de surpreendente poxa =(
B. do Desenvolvimento continua super complicado, mas é a mais legal! Tipo, nós vimos uma face em formação esses dias, comoassim gente! Um mini-rostinho microscópico de bebê, super maneiro e surreal. Como esse aqui ó.
E é claro, teve a visita da Daphne também! Ela como enorme fã doida de São Paulo, veio passar uns dias aqui. Não aqui em casa, lá na casa da prima dela... Mas terça a tarde como eu não tenho aula a gente foi passear um pouco na Liberdade e na Paulista. A gente parecia muito turistas tirando foto de tudo hahaha. Com o meu moicano vermelho então, quase ninguém notava a gente hehe.

Olha que ridículos HAHAHA. Tem foto com a placa, com a rua, com a ponte, com o MASP, com a torre de televisão, no parque, no metrô, comendo... Eu mereço uma coisa dessas hein? O passeio teve até pastel com caldo de cana, que segundo ela é coisa daqui. Eu também descobri que aqui eles compram milho cozido nessas barraquinhas mas comem direto o milho em um pratinho, sem a espiga. Que preguiçosos genial!

É isso aí, hora de dormir que amanhã cedo tem exame de sangue. E ficar em jejum acordado é muito mais sofrido. Abraços!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Eita, post inaugural.

Tudo de novo né, um blog bem diário só para os parentes ficarem sabendo que eu estou vivo hehe. Bem do jeito que foi quando eu estava na Austrália com o Cogitattus, até porque isso tudo está sendo como um intercâmbio mesmo. Um onde eu moro sozinho e não com famílias maravilhosas (apesar de voltar para casa de vez em quando), e que dura 6 anos e não apenas um.

Então pra começar eu quero deixar claro que não está sendo fácil não. Morar sozinho dá trabalho, isso que eu ainda moro DO LADO da Escola e praticamente não tem que cozinhar. Dá saudades da família, da casa cheia e barulhenta (né meninos?). A Escola é maravilhosa e linda e perfeita, mas às vezes é difícil pra caramba hein.

Resumão das últimas semanas:

Muita Embriologia (sinciciotrofoblasto, alguém?) e Histologia no começo, muita Biofísica, Bioquímica e Anatomia agora. Um pouquinho de Observação à Prática Médica perdido aí no meio. E MUITOS nomes, é claro. Não só de coisas, mas também de pessoas. Acho que é humanamente impossível saber tudo, eu não consigo nem lembrar das pessoas da minha sala, mas acho que isso é um problema comum, tanto que estamos fazendo um mural com foto e nome de todos.

Já tivemos uma prova inicial, que na verdade foram 2 práticas e 2 teóricas. A nota ainda não saiu, mas foi algo bem assustador. Também tentei entrar em duas Ligas Acadêmicas (neurocirurgia e técnica operatória), mas não consegui.

Mas não é só estudo não, longe disso. Já teve festa na matrícula, na primeira semana, churrasco da 72... e o banho! Uma festa surpresa na piscina da escola. Surpresa porque a gente só fica sabendo que o banho "é amanhã", daí algum dia quando você está feliz caminhandinho pra aula alguém joga um balde de água em você e te leva pra piscina. Confere aí:

E se estamos falando de Escola Paulista de Medicina, não dá pra esquecer que... TEM QUE TREINAR! É SANGUE NOS OLHOS CALOURO! Desde o começo eu estou indo nos treinos de vôlei, que é toda segunda. Fui conhecer o atletismo também, mas agora voltei com a natação quase todo dia, um plano de longa data. Pode parecer meio tenso, mas vale à pena! Por quê? Porque a gente ganhou a Intercalouros e vamos ganhar a Intercalomed!!! São duas competições contra outras escolas em uma série de esportes. E índio não gosta de perder.

Bom povo, é isso aí. Com o tempo eu vou contando mais, dessa vez foi algo bem resumido mesmo pra por vocês a par da situação. Abraços!