quinta-feira, 11 de novembro de 2010

DIPA

Além de todas as disciplinas que acabam nesse ano, também temos todas as outras atividades, como as ligas e projetos de extensão. Uma dessas ligas é a DIPA (Doenças Infecciosas e Parasitárias), que na próxima semana vai ter seu curso introdutório para arrecadar os novos membros.
Todo mês a gente costumar ir uma vez ao hospital, acompanhar algum caso na enfermaria da DIPA, e uma vez no ambulatório, atender algum paciente de retorno. Mas dessa vez foi especial, ou diferente pelo menos =). Ao invés de discutirmos um caso a médica xerife dali, Drª Janaína (que by the way, é super foda), quis discutir conosco sobre a "superbactéria KPC". Primeiro uma explicação enorme sobre tudo, mostrando o monte de besteira que aparece nos jornais e revistas a respeito do assunto.
E depois lá fomos nós, os dez mancebos, seguindo a médica indo visitar os pacientes infectados ou colonizados com uma bactéria nova e superesistente. Hilário, mais ainda as expressões de todo mundo quando ela pedia para a gente entrar nos quartos, mas não encostar em nada! Fazer o que né? Faz parte!

sábado, 6 de novembro de 2010

Fim de Semestre

E não é que está acabando já? Depois de um primeiro semestre que pareceu um ano, de tão cruel, esse agora está sendo bem mais calmo, mas ainda assim passou voando. Agora só faltam quatro semanas com uma série de provas e pronto, lá se foi um terço da faculdade.

Tempos remotos!

Dá um pouco de desespero, porque eu não acho que eu sei um terço de tudo que eu vou aprender. Na verdade, tivemos recentemente a "Prova Progresso" para esfregar na minha cara que eu não sei nada mesmo. Essa é uma prova que todos os alunos de todos os anos de algumas faculdades fazem. A prova é a mesma, então teoricamente ela conseguem avaliar a sua evolução (progresso, sacou?) ao longo dos seis anos. E eu consegui ir pior esse ano do que ano passado, super legal.

Academicamente falando, parece que eu não aproveitei muito esse semestre. Fico com essa impressão estranha que tem um monte de coisa importante que eu não liguei, fui bem em quase tudo com um esforço tão mínimo. Mesmo a monitoria, que eu estava bem empolgado para entrar, está sendo um tédio já que não vai nenhum aluno.

Enfim, não quero parecer desanimado não, porque gostei bastante desse semestre e fora da escola as coisas estão muito legais também. Mas não vejo a hora de começar o terceiro ano, quando as coisas parecem mais medicina de verdade. Para os calouros ou qualquer um que pense em estudar aqui, fica a dica: pode ser chato de vez em quando, mas vale muito a pena!